Filmes #32 - A Arte da Conquista

Título: A Arte da Conquista
Título Original: The Art of Getting by
Gênero: Drama, Romance
Duração: 83 minutos
Sinopse: George (Freddie Highmore) é um jovem que crê que estamos destinados a morrermos sozinhos. Desta forma, passa a menosprezar todas as atividades clichês que considera desnecessárias, tais como fazer a tarefa de casa e, até mesmo, construir relacionamentos. Entretanto, tudo muda quando ele acaba por conhecer Sally (Emma Roberts), uma jovem um tanto problemática devido à sua mãe sem escrúpulos. Ela acaba por se mostrar capaz de provocar sensações no garoto solitário, mesmo que inicialmente ele não veja seus significados. Ao entrar em um estranho triângulo amoroso, George verá a necessidade de se dizer o que sente antes que seja tarde demais. E, talvez assim, enxergar algo mais profundo na vida do que a própria morte.


Quão longe seríamos capazes de nos deslocarmos caso todos acreditássemos estarmos fadados a viver em ilusões, enquanto uma morte solitária nos aguarda? Essa é a base nada animadora do raciocínio de George (Freddie Highmore), e sua motivação - ou desmotivação - a ver como toda simples e clichê tarefa como indigna de seu tempo. Afinal, qual o sentido da busca desesperada por construirmos e solidificarmos um futuro, se tudo isto pouco valerá ao fim? A decepção é contornável, relacionamentos são instáveis e tudo e todos nós temos um fim próximo.

A Arte da Conquista é uma viagem pelo modo de ver o mundo pessimista e desanimado, mas, ao mesmo tempo, intelectualmente até invejável, pertencente a um jovem concluinte do Ensino Médio que sofre sérios riscos de repetir o ano por sua falta de comprometimento. Em meio a crises existencialistas e pensamentos profundos vagos, George sente-se sem ânimo para a possibilidade de fazer os deveres simples que lhe são passados.

Isto tudo, é claro, antes do início da modificação de toda a sua percepção solitária do mundo, causada pela presença e encanto de Sally (Emma Roberts), uma jovem um tanto problemática que o guia pelo mundo da descoberta de sentimentos e sensações. Mesmo que detrás de seu mundo particular, George não possa reconhecer, a princípio, o despertar de um amor que o abala, são claras suas consequências e visível como ela é o "empurrão" necessário para que todos os seus medos passem a se dissiparem.


Apesar de se tratar de um romance tipicamente clichê, segue o padrão contemporâneo de mostrar o lado dos excluídos e calados, ao invés de se centrar em indivíduos populares e seguros de si. Desta forma, é uma demonstração de superação não apenas de temores, mas de si mesmo. Mesmo que no mundo real o amor não seja de fato agente tão presente no nosso progresso, é interessante ver como George se vê impulsionado ao mundo das artes e à abertura de sua mente aos outros.

Até porque "A Arte da Conquista", de certa forma, visa explorar e debater a formação e construção do pensamento humano e a influência do que ouvimos e percebemos. Palavras e afeto podem tanto destruir quanto construir parte de nós. São, basicamente, um molde que deverá ser adaptado em nossas mãos e de acordo com aspectos inconscientes, tendo suas respectivas consequências funcionando da mesma forma.

29 comentários:

  1. Há um bom tempo esse filme tá na listinha dos que quero ver no filmow... Parece ser um filme excelente e com uma lição também! Quero muito assistir, só falta baixar! haha

    ResponderExcluir
  2. Meu, que filme legal! Bateu vontade de assistir assim que vi a capa. Já estou procurando ele pra down aqui, se não achar irei alugar daí.

    ResponderExcluir
  3. HA! Que fofo!!!! Ao contrário dos livros, eu adoro um filme clichê! Fiquei encantada!!!!! rsrsrsrsrrs

    Já vou procurar para assistir! hehehehehehhe

    bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro clichês, filmes e livros então! haha Eu não sabia da existência do filme, mas achei fofo o que você falou dele. Não sei se assistirei, porque minha pessoa anda muito sem tempo. E outra coisa, gostei bastante da atriz a Emma. Assistia uma série com ela, que adorava. rs

    ResponderExcluir
  5. MEUDEEEEEEEUS, amei a história do filme (; Eu sou apaixonado por Emma Roberts e Freddie Highmore em Bates Motel é o PIPOCO !! Amei por completo o filme .

    ResponderExcluir
  6. Gente que baixo astral esse filme, não estou com vontade de ver não. Vixe, já ando meio pra baixo esses dias, se vejo um filme desse nem vou querer sair da cama =/. Adoro a Emma e seus filmes adolescentes, mas esse NÃO me cativou!

    ResponderExcluir
  7. Gostei da história! Na verdade, curto esses filmes com romance clichê rsrsrs Acho bem divertido^^

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. O filme parece uma romance bem clichê, mas eu gosto de assistir um filme assim de vez em quando. E gosto da Emma Roberts, então vou assistir sim :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. O filme é tão fofo ♥
    Assisti há pouco tempo e realmente gostei da história. Adorei o jeitinho apático, mas igualmente encantador do George. Meio que tenho uma queda por protagonistas que sofrem com crises internas existenciais e que são notavelmente "estranhos no ninho", acho que isso ocorre graças ao fato de não ser uma pessoa convencional também rsrsrs Apesar do filme ter vários elementos clichês (e eu amo isso), o filme tem um significado totalmente singular. Ele deixou explícito, como uma espécie de moral, que não devemos desistir ou abdicar de algo sem ao menos tentar e que mesmo sabendo como acabaremos não podemos nos aquietar e sim buscar algo maior que nosso próprio eu.

    ResponderExcluir
  10. Por mais que filmes clichês não sejam meu tipo de filme, eu gosto de assistir de vez em quando e esse parece ser bem legal e tem uma história muito boa. E sem falar que eu adoro esses atores! Vou assistir com certeza ((:

    ResponderExcluir
  11. Deve ser interessante essa história que retrata o oposto do que normalmente vemos, mas acho que odiei o personagem desde aqui, ele parece ser muito negativo, detesto gente assim! Bjs...
    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Já assisti esse filme e achei legal, bonitinho, mas nada mais que isso. É um bom filme pra passar o tempo, porém nada que fez grande diferença na minha vida, ou entrou para os favoritos, longe disso, tanto que nem faz tanto tempo que eu assisti e mal me lembrava da história. Mas claro, vale a pena assistir, é divertido, interessante, mas pra quem está procurando um filmão e não apenas uma distração, é bom procurar outro. ;D

    ResponderExcluir
  13. Gostei da resenha e fiquei curiosa para saber mais sobre o filme. Vou procurar para assistir.

    ResponderExcluir
  14. OMGGG, toda vez que eu vou á locadora, eu simplesmente fico namorando a capa desse filme... Mas sempre acabo levando outros... Mas agora com sua resenha... Sem dúvidas, o próximo filme que eu irei levar será esse... E eu simplesmente amo a Emma Roberts... Acho ela super linda, e atua mega bem né ;)

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Sou muito fã do Freddy Highmoore, não conhecia este filme dele, gostei muito da história. Talvez clichê, mas não menos interessante.
    Não gostei do poster, pois em relação a história ficou incoerente.
    Mas vou já tratar de vasculhar a internet em busca deste filme.
    Gostei muito da resenha, parabéns!!

    Jônatas Amaral
    alma-critica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Para mim, Emma Roberts é uma grande atriz. Não sabia da existência desse livro, mas tratando-se de romance, pode apostar que é um tipo de filme que vou gostar de ver, ainda mais com esse Freddie Highmore que é um lindinho! ai, ai...

    ResponderExcluir
  17. Linda a capa desse filme e parece ser bem fofo.
    Com certeza vou assistir! Boa dica ;)

    ResponderExcluir
  18. Adorei!
    Não tinha muito interesse nesse filme - mesmo tendo marcado no filmow - ele, provavelmente seria um dos últimos da minha "curta" lista de quase 1300 filmes... mas agora isso mudou. Me identifiquei bastante com o personagem principal só de ler a resenha. Espero ver logo!
    Bye. o/

    silborgue.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Awn, deve ser muito fofo esse filme! Eu já pensei como ele também, hehe, mas não cheguei ao ponto de desanimar tanto como ele. Eram só pensamentos passageiros, mas acho que o amor ajuda bastante uma pessoa a mudar, sei lá. Pelo menos comigo ajuda. E, gente, eu adoro esse ator, acho ele um tchuco! huheuhuehue Deu vontade de assistir, nunca tinha ouvido falar nesse filme. Valeu. <3

    ResponderExcluir
  20. Cara de sessão da tarde, rsrs.
    Gostei, parece um bom passatempo!

    ResponderExcluir
  21. Sou super fã de romances e este parece ser um daqueles super " fofo", com certeza vou querer ver ele.

    ResponderExcluir
  22. Oi, :)

    Assisti esse filme, mas acabei não gostando muito =/
    Acabei não conseguindo acreditar na história e simplesmente não consigo gostar de algo - filmes, livros ou séries - se não consigo acreditar na história e/ou nos personagens =P

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  23. Tem um tempão que o filme está no meu filmow! Adorei ler sobre ele, saber que trata bem aquelas pessoas mais afastadas e introspectivas. Sem falar que tenho uma queda pelo trabalho do ator Freddie Highmore, adorei ele em Bates Motel :D

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  24. Olá, Carol! Lembro de ter começado a assistir esse filme há algum tempo, e por alguma razão da qual não me recordo, acabei desistindo e nunca mais retomei. Ao ler sua opinião sobre a história, fiquei novamente com vontade de assisti-lo. Concordo quando diz que o afeto e as palavras podem tanto destruir, quando construir partes de nós. Os seres humanos por mais que não admitam, às vezes, são dependentes de companhia; sem isso, acabamos nos tornando pessoas frias e que não esperam muito da vida. George que o diga, né? Beijocas.

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Eu não me decidi ainda, mas parece um bom filme pra passar a tarde. Gostei do fato que é um solitário e não um popular que é o personagem central, é bom variar né XD

    ResponderExcluir
  26. Aaaah, eu acho esse filme taaaao belezinha! haha Tanto a Sally quanto o George são uns fofos! Recomendo =)

    ResponderExcluir
  27. A capa me lembrou o livro O Futuro de nós dois. Apesar da sua resenha eu nõ consegui ter vontade de ver o filme. Quem sabe um dia se passar na tv aberta eu vejo.

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
  28. Esse filme me parece um bom passatempo e gostei de que o filme aborda o lados dos inseguros ao invés dos populares, quem sabe um dia eu assisto a esse filme.

    ResponderExcluir
  29. Bem interessante esse filme. Gosto de romances assim, bem light. Espero poder assistir logo. Adorei saber desse filme. Beijos.

    ResponderExcluir