Livros #21 - Nove plantas do desejo e a flor de estufa

Título: Nove plantas do desejo e a flor de estufa
Editora: Intrínseca
Autor: Margot Berwin
Número de páginas: 243
Sinopse: LILA NOVA: 32 anos, redatora de publicidade, divorciada. RESIDÊNCIA: um conjugado reformado no Lower East Side, em Nova York. MANTRA PESSOAL: nada de animais de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas. Mas quando ela conhece David Exley, um charmoso vendedor de plantas, algo muito colorido floresce em sua vida solitária. Das esquinas opressivas de Manhattan às luxuriantes florestas tropicais, Nove plantas do desejo e a flor de estufa é a história de uma mulher que precisa viajar além das fronteiras do senso comum e da chamada "zona de conforto" para encontrar o que realmente quer.







Diferente. Excêntrico. Maduro. 
São diversas qualidades que essa obra apresenta. Lila é uma mulher adulta que deixou sua vida social de lado por um longo tempo após seu divórcio. O que é bacana na personagem, é que várias mulheres podem se identificar com ela, uma pessoa que foca sua vida no trabalho, somente isso. Não arrisca, não faz coisas inesperadas e sempre tenta andar na linha. Porém, solitária demais. Não gosta de dividir espaço com ninguém que possa lhe roubar minutos de sua vida e sumir depois, ela evita isso. Sem animais, pessoas ou até mesmo plantinhas. Sem vida, praticamente. Mas... isso muda ao conhecer David, um vendedor de plantas. Todas as emoções começam a florescer, aquele frio na barriga, o desejo, a paixão. Um cara charmoso e que aparenta ser tudo o que ela precisa. Conhece também Armand, um cara de certa idade apaixonado por plantas diversas , dono de uma lavanderia onde cultiva muitas de suas plantas, acaba se tornando um grande amigo, um sábio amigo.
Nada de bichos de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas tinha sido meu lema nos últimos nove meses.
Bom, para resumir todo o contexto, a vida de Lila vira de cabeça para baixo, literalmente, quando acontecimentos estranhos ocorrem envolvendo ela e estes novos conhecidos de Lila. Tudo o que ela havia planejado, toda a sua maneira de vida, seu trabalho, seu modo de ver as coisas, tudo muda. Ela se vê em uma situação onde seus instintos, coração e afins devem estar ao seu lado, todo tempo. Embarcando em uma aventura onde irá se conhecer e desfrutar de novas sensações. E tudo isso, por conta das nove plantas, que segundo o mito, trazem fama, fortuna, imortalidade, paixão...










Mas Lila comete um erro, um grande erro. E este, muda tudo. A chance que tinha de poder apreciar e conhecer estas nove plantas, foi jogada fora por suas atitudes ingênuas. 
Agora, viajando para o México na sua única chance de ajeitar as coisas e conseguir se perdoar, Lila entrará em uma aventura que ela jamais poderia imaginar enfrentar. 
Não posso deixar Nova York e me mudar para o México de uma hora para a outra. Tenho responsabilidades. Tenho um trabalho e um apartamento.
O livro é bastante cativante, talvez ao ler a sinopse você não demonstre muito interesse, mas garanto que esta obra tem muito a oferecer. Certamente existem momentos em que não lhe agradam, mas todos os livros possuem isso. Fatos positivos e negativos. As atitudes de Lila podem lhe fazer odiá-la, mas no decorrer da leitura, vários caminhos lhe são apresentados, tudo pode mudar. São vários personagens que podem lhe cativar, lhe ensinar algo. Não é um romance bobo, um livro adolescente... é uma leitura bem madura. O estilo de aprendizagem lembra bastante o tão aclamado Comer, Rezar, Amar. Eu indico para aqueles que gostam de se aventurar em diversos tipos de leituras!




10 comentários:

  1. Oi!
    Nossa, gostei tanto da sua resenha! Eu comprei esse livro na estante da Intrínseca da Bienal por 2,00, e imagine, praticamente nem li a sinopse, levei pelo preço. Desde então, tenho procurado uma resenha do livro, e a sua me surpreendeu, mas vou lê-lo com o pé no chão, pra não me chatear com atitudes da protagonista - e sim, acho que sempre nos chateamos com algo, mas acho legal quando podemos discutir, mesmo que internamente, as questões e decisões certas e erradas que os personagens tomam.
    Obrigada pela resenha, de verdade ♥
    E desculpa pelo sumiço aqui =(
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi flor.
    Nossa, eu amei sua resenha *-*
    Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei apaixonada.
    Eu gostei bastante de Comer, Rezar, Amar; creio que vá gostar desse também.
    Beijinhos!
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. A capa de cara me chamou atenção e o título também! Hahaha adoro plantas =D E amo livros que abordam esse assunto. Vejo poucas pessoas falando desse livro, mas as que eu vejo falam super bem e a vontade de lê-lo só cresce. Gosto quando misturam com algo supernatural e ainda tem um plus importante pra mim: romance! <3
    Cara, se eu visse esse livro por 2 reais tinha comprado de cara sem nem titubear!
    bj

    ResponderExcluir
  5. Adorei a capa mais infelizmente não faz o gênero do tipo de livro que leio!

    ResponderExcluir
  6. Karol!
    Gosto quando leio uma resenha que faz uma avaliação bem feita de todos os aspectos do livro, parabéns!
    O ano passado li algumas resenhas do livro e achei interessante, tenho curiosidade em ler esse livro, falta oportunidade... Tomara que um dia consiga.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Confesso que gostei mais da capa do livro do que da sinopse, mas sua resenha ficou muito boa.

    Adoro plantas, então imagina minha felicidade quando vi a capa!!! rsrsrsrsrs

    bjo^^

    ResponderExcluir
  8. Bem, não faz meu estilo..rs Mesmo a capa sendo linda e tals..

    Não digo q não vá ler,mas ao menos, agora não é prioridade. Creio q até os protagonistas meio assim, chatinhos, tem algo a nos acrescentar..rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Ainda não conhecia o livro.
    Amei sua resenha.
    Gosto de livros assim com histórias que possa ser reais.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, mas gostei muito de conhecer!
    Espero lê-lo.

    ResponderExcluir